Graduação em EAD na área de saúde é vetada pelo CNS

Foi vetado pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS) os cursos de graduação da área de saúde na modalidade de Educação a Distância (EAD). O Sistema Conselho Federal de Odontologia (CFO/CROs) há muito tempo vem se posicionando contra, por achar que a modalidade não contemplava um ensino de qualidade. “Estamos felizes com essa medida do CNS porque o ensino a distância na área de saúde não estabelece a qualidade e o vínculo do atendimento. Há muito tempo vínhamos argumentando sobre esse tema e que hoje o objetivo foi alcançado. Assim conquistamos mais um direito para o cidadão brasileiro”, diz o presidente do CFO, Dr. Ailton Morilhas.

A Resolução 515, aprovada na última reunião do Pleno,  em Fortaleza, no início de junho, abrange os 14 cursos profissionais de nível superior da área de saúde reconhecidos pelo colegiado: assistentes sociais, biólogos, biomédicos, profissionais de educação física, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas; fonoaudiólogos, médicos, médicos veterinários, nutricionistas, odontólogos, psicólogos e terapeutas ocupacionais.

De acordo com o presidente do CNS, Ronald Santos, com essa decisão o colegiado resgata para o SUS a prerrogativa constitucional que regula os recursos humanos para a saúde. “Temos como centro a qualidade dos serviços que são oferecidos para a população”, afirma.

Já para a coordenadora da Comissão Intersetorial de Recursos Humanos do CNS e representante da Associação Brasileira de Enfermagem, Arindelita Neves, os profissionais de saúde devem prezar, principalmente, pelo contato com o ser humano em sua formação. “O especialista em saúde deve identificar o sofrimento do paciente, seu contexto e o seu ambiente de vida. Essa prática deve ser condicionante no exercício da profissão da saúde”, defende.

Fonte CFO

Compartilhe com os amigos

Comentáros

comentários

Fabrício Mendes
Fabrício Mendes
Fundador do Vida de Dentista

Os comentários estão encerrados.