Curiosidades Notí­cias

Descoberto o mais antigo registro de exercício da Odontologia

Descoberta na Itália de um dente da era paleolítica, pode ser o mais antigo registro de exercício da Odontologia já catalogado.

Pesquisadores italianos descobriram que os homens da era Paleolítica sabiam da importância de tratar os dentes e que estes teriam esculpido instrumentais para executar os tratamento.

O estudo, publicado na revista Scientific Reports , analisou um molar de um esqueleto masculino de 25 anos de idade, bem preservado, cujos restos foram descobertos em um abrigo de pedra em Belluno, Itália, em 1988. Os investigadores encontraram evidências de que o molar sofreu com a cárie dental e esta foi parcialmente tratada com a ajuda de instrumentais afiados e ferramentas de pedra.

Os pesquisadores analisaram o molar infectado com um microscópio eletrônico de varredura e encontraram fragmentos e estrias, que eles sugerem, ser evidência para a remoção “intencional” do tecido infectado com uma ferramenta pequena, afiada.

Os pesquisadores tentaram replicar o procedimento odontológico raspando três molares com diferentes materiais, que incluíam madeira e osso. Os testes confirmaram que as estrias encontradas no dente foram resultado de raspagem e pressão. Os pesquisadores também observam que o procedimento, doloroso com certeza, ocorreu enquanto o indivíduo estava vivo, lembrando que ainda não existem evidências de que nessa era, há 14.000 anos, existia anestesia.

“A descoberta sugere, além disso, que, na era do Paleolítico Superior, os seres humanos estavam cientes dos efeitos nocivos da cavidade infecções e da necessidade de tratá-los, utilizando instrumentos de pedra para remover o material infectado e para limpar a cavidade”, disse o pesquisador Stefano Benazzi da Universidade de Bologna

***
Os seres da época PALEOLÍTICA sabiam da importância de cuidar da saÚde bucal e você aí escovando os dentes com cÚrcuma e sem ir ao dentista desde 1996 … FRANCAMENTE 🙂

Dica da leitora Maria Paula

Comentários

comentários

Sobre o autor

Fabricio F. Mendes .'.

Adicionar comentário

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.