Acadêmicos Loucademia de Dentista

Loucademia de Dentista #4 – Faça por amor

Escrito por

No início do curso, quando a dúvida sobre estar fazendo a coisa certa, se pergunte: à‰ por amor que vou seguir na Odontologia ???

Hey, galera do VDD, tudo bom com vocês?

Esses dias aí uma guria muuuuuuuito gente boa chamada Isabelle, que acompanha aqui o Vida de Dentista, entrou em contato comigo. Ela é estudante de Engenharia de Alimentos, mas o lance dela mesmo é odonto. Como a coluna aqui é voltada para estudantes, resolvi prosear sobre isso e compartilhar com vocês o desabafo dela. Segue:

Adrielle, Bom dia!

Perdão te mandar convite assim rs, “conheci vc” através do blog em que vc conta a sua história na odontologia. Mandei convite pra tentar acompanhar de pertinho mesmo.

Qdo li no blog o trecho que vc diz “INDECISA” me identifiquei absurdamente rs, estou no 4º período de Engenharia de Alimentos na UFRJ, mas eu odeio esse curso, desde qdo entrei, quero sair… Mas a pressão de ser federal, de “ser engenharia” (algo que infelizmente sou pressionada por qse TDs ao meu redor a não ser meus pais e amigos), de prestar vestibular novamente, de não passar na pÚblica e tal, de não ter condições pra me manter…

Tantos medos rs, mas o que sei é que o que faço não dá mais rs, e eu sempre curti saÚde, área de biológicas, no entanto, varias pessoas me aconselharam a não fazer. Já pensei em milhões de cursos e odonto foi um deles, mas sempre desanimo qdo falam dos materiais, meu maior medo é não ter as condições necessárias pra isso, e confesso que tem me atraído demaaais, não paro de ler, pesquisar, ver vídeos… Mas esse lance de sair da zona de conforto desconfortante é muito complicado rs.

Perdão por te encher falando essas coisas rs, adorando sua coluna no blog e obrigada por me aceitar.”

Uma linda, fofa, né?!

Bom, essa é uma situação bem comum por aí, eu mesma passei por isso e conheço muita gente que também passou ou passa.

Na época de loucura que é o vestibular, a gente acaba prestando algo não sabe bem se quer, por pressão dos pais, colegas, ou até mesmo por “auto-pressão”. Na época que eu prestei, como eu já comentei aqui, eu não sabia muito bem o que fazer, então acabei indo pra enfermagem, e foi o pior semestre da minha vida. Não pelo curso, que é lindo, mas porque realmente não é minha praia.

Fazer o que não gosta é um porre. Não te dá vontade de estudar, de fazer os trabalhos… Enfim, é terrível. Eu não digo que você tem que ter 100% de certeza quando escolher uma faculdade, eu mesma não tenho até hoje, vim de tentativas frustradas. DÚvidas são extremamente normais. Mas, ao contrário do que acontecia no outro curso, agora eu meio que sempre escuto uma “voz” na minha mente que me diz que a odonto é mesmo o meu lugar, que é pra eu continuar que vai dar certo.  Então, mesmo correndo o risco de ser muito clichê,  eu vou dizer que você tem que fazer o que gosta, nada além disso. Você economiza tempo, dinheiro, e não se frustra.

Uma coisa que me assustou muito quando eu decidi fazer odontologia foi a lista de materiais. Eu me desesperei um pouco quando eu vi aquele tanto de coisa pra comprar. Mas, mesmo assim, foi o que eu quis fazer, então eu me arrisquei e fui. E não me arrependo. Quando é o que você quer, você dá um jeito, se vira.

Pra quem está lendo isso e se identifica com a situação, eu aconselho a ficar um tempo de boa, ir se descobrir. Sem pressão. É uma decisão pra vida inteira. Siga o que você quiser seguir, seja quem você quiser ser, sem influências externas. O futuro é seu, e você escolhe o que fazer com ele. Procure na sua cabeça a mesma voz que eu escutei na minha. E depois, quando você se decidir, vai fundo. De profissionais o mundo está cheio, mas eu tenho certeza que os que fazem a diferença são os apaixonados.

Bom, resumindo, posso falar pra vocês basicamente o que eu falei pra Isabelle: escolha o que te faz feliz e seja feliz naquilo que escolheu. Se não for odonto, vai ser outra coisa. Mas o primeiro passo para o sucesso é fazer o que se aprecia.

Tenho isso em mente, e se nada der certo, pelo menos eu tentei. E aí, eu posso vender minha arte na praia.

Brincadeira, hahahaha 🙂

Comentários

comentários

Sobre o autor

2 comentários

  • Passei por isso! cursei 2 semestres de Fisioterapia, amei as matérias básicas mas lá no fundo a odontologia ia e voltava na minha mente até que resolvi mudar! Hoje tô n 2 semestre de Odonto e estou 100% mais feliz do que antes!

  • Isabelle, não largue a engenharia não. Mais um ano e meio vc está formada e poderá prestar Odontologia, ou o curso que vc quiser. Não será esse “atraso” de 18 meses que te causará danos irreparáveis. A sua faculdade é pública; aproveite este tempo que te falta e estude pra passar em uma faculdade pública de Odontologia também. Hoje saiu que o Fies foi cortado para novos contratos, por enquanto.
    Boa sorte aí com os estudos do ensino médio e parabéns pela futura aprovação na Odontologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.