Cirurgia OdontoSecção

OdontoSecção #12 – O perigo dos bifosfonatos

Escrito por

O risco por trás do uso de bifosfonatos pelos pacientes

Feliz 2015 amigos do VDD. Me perdoem pela longa ausência. Garanto a todos vocês que meu afastamento do blog foram por motivos não muito agradáveis, mas espero que esse problema seja agora coisa do passado.

Como é de se imaginar, minha área de atuação é a cirurgia buco-maxilo-facial e como todo bom cirurgião também atuo com implantes, daí, a necessidade de levantar nessa coluna uma discussão valiosa e que pode vir a servir de alerta para colegas desavisados – os medicamentos Bifosfonatos.

Os bifosfonatos são medicamentos usados para tratamento de osteoporose e alguns tipos de cancer e são drogas conhecidas como da classe anti-reabsortiva. Mas o que isso significa? São drogas que atuam no metabolismo ósseo, principalmente a nível dos osteoclastos, responsáveis pela modelação e remodelação óssea, impedindo que os osteoclastos absorvam o osso “velho” e consequentemente o paciente não sofra com a perda de substância óssea.

Até aqui, tudo ótimo, entretanto, esses medicamentos são inimigos silenciosos de qualquer implantodontista e cirurgião bucomaxilofacial. Por atuarem na ação dos osteoclastos, uma simples exodontia de um elemento uniradicular passa a ser um fator de risco para uma osteonecrose para o paciente, uma cirurgia para instalação de implantes osseo-integrados muitas vezes levam ao insucesso com a perda do implante, um enxerto ósseo terá poucas chances de sucesso.

Os bifosfonatos mais comuns no Brasil são: Alendronato sódico, Risedronato sódico, Ibandronato de sódio, àcido Zoledrônico.

Aproveito a oportunidade portanto para reforçar a importância de uma ANAMNESE criteriosa, ampla e eficiente. O cirurgião dentista deve saber quais medicamentos e o tempo de uso pelos seus pacientes. De modo geral, é seguro realizar cirurgias odontológicas a nível ósseo quando o paciente já interrompeu o uso de bifosfonatos há 10 anos. Alguns autores preconizam 5 anos como um tempo seguro.

Seguem alguns links para leitura:

http://xbs-mba.local/vidadedentista/2013/05/osteonecrose-por-uso-de-bisfosfonatos.html

http://www.escolaimplante.com.br/2012/03/bifosfonato-o-inimigo-invisivel-do.html

http://apps.elsevier.es/watermark/ctl_servlet?_f=10&pident_articulo=90137571&pident_usuario=0&pcontactid=&pident_revista=330&ty=51&accion=L&origen=elsevierpt%20&web=www.elsevier.pt&lan=pt&fichero=330v51n03a90137571pdf001.pdf

http://www.cintiamilani.com.br/uploads/Osteonecrose%20mandibular%20associada%20ao%20uso%20de%20bifosfonatos.%20Relato%20de%20casoe.pdf

Portanto colegas, todo cuidado é pouco ao lidar com pacientes que fazem uso de bifosfonatos.

Até a próxima.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.