Raspadinha #1 – Periodontia – O básico fundamental

Meu nome é Carlos Wagner Daher, o @periocarlos e topei o desafio proposto pelo Fabrício de assumir uma coluna quinzenal sobre periodontia, minha especialidade primária. Sou protesista também,atividade tão minuciosa quanto a periodontia. Mas, acima de tudo, sou um apaixonado por clínica e gosto de me ver como um solucionador de problemas.

Hoje tenho a felicidade de passar a maior parte de meu tempo em minha clínica, onde eu e minha família trabalhamos. Venho de uma família de dentistas e sou casado com uma dentista, a Silvane.

A periodontia é um campo vasto e com implicações em todas as especialidades e a observância de seus parâmetros nos garantirá tratamentos saudáveis e duradouros.

Mais que uma coluna sobre periodontia, venho com uma proposta multidisciplinar com foco periodontal e até mesmo algumas crônicas sobre a vida clínica diária.

perioNeste primeiro texto, gostaria de compartilhar um caso que recebi em meu consultório, encaminhado por uma dentista que queria a restauração de alguns elementos. Eu deveria ter guardado o bilhetinho; infelizmente não tive esta ideia na hora, apesar de ter o hábito de guardar recordações de casos quechamamminha atenção. Antes que pensem que esse é um desses aparelhos de modinha colocados em algum fundo de quintal por um semianalfabeto, foi um colega que conduziu este caso de ortodontia.

Não cabe a mim, julgar. Contudo, me é facultado o direito de formar uma opinião que agora divido com vocês.

Uma das primeiras coisas que aprendemos, na faculdade ainda, é que o correto é fazer um plano de tratamento e que sempre devemos iniciar com processos que promovam saúde antes de promover estética. Provavelmente na pressa de â??amarrarâ? um caso e segurar o paciente, o colega apressou-se em instalar os braquetes antes de assegurar a saúde desta pessoa. Cáries neste estágio evolutivo aparecem em exames (e clinicamente!)e não creio que passaram despercebidas.

Para a solução deste caso, foi removido o fio e feita dedicada raspagem e alisamento com remoção de todos os fatores de retenção, mas mantendo os acessórios ortodônticos. Em seguida a restauração das cavidades possíveis foi realizada.

No elemento 26, foi necessário aumento de coroa clínica e uma reconstrução com restauração metálica fundida, essa escolha se deu por motivos econômicos. Já o 36 foi extraído.

Além de extensa orientação de higiene oral, o paciente foi instruído sobre as prioridades da sequência adequada do plano de tratamento para que seja, acima de tudo, mantida a saúde. Uma frase que usei bastante durante o período de reeducação em higiene pessoal do paciente foi: â??Primeiro apagamos o fogo, depois pintamos a casa.â? Faz sentido nos atermos ao primordial: a estética costuma seguir de perto a função.

Passar por cima do básico é inadmissível, não importa o quão atrasadas estejam as suas contas. O bom trabalho traz resultados bem mais positivos sem colocar a saúde do paciente em risco.

Na próxima quinzena volto com outro assunto para ser descrito e discutido.

Compartilhe com os amigos
  • 7
    Shares

Comentáros

comentários

Fabrício Mendes
Fabrício Mendes
Fundador do Vida de Dentista

8 Comentários

  1. Aline Ducate disse:

    Legal, uma pagina de perio!!! =D

  2. Algumas pequenas coisas, detalhes que fazem toda diferença e que já deveriam vir embutidos na mente dos CDs. Parabéns pela página, de extrema importância para estarmos sempre antenados.

  3. os braquets não estão colados muito perto da linha gengival?

  4. Willian Traldi disse:

    Provavelmente é um paciente vindo de uma dessas franquias de ortodontia .

  5. Boa….Garoto…parabéns…é bom esses toques de perio para nossa clínica…

  6. Rachide Daher disse:

    Isso mesmo! Planejamento é primordial para uma boa finalização de um tratamento odontologico.parabdnx pelo texto!

  7. os braquetes estão cobertos pela gengiva…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *