Curiosidades

Casca de ovo é usada para enxertos ósseos na Implantodontia

Não amigo, você não está enganado. Tem dentista usando casca de ovo de galinha, esterilizada, no lugar de osso bovino, para enxertos ósseos em casos de implantes dentários onde essa técnica é necessária. Testes realizados por estudantes de Pernambuco mostram que os dois produtos têm ação similar, com uma àºnica diferença: o preço.

Enquanto 0,5 grama de osso liofilizado pode custar até R$ 300,00 a mesma quantidade de casca de ovo de galinha, esterilizada e pronta para uso no consultório custa apenas R$ 5,00.

A ideia é usar o material em enxertos e assim criar uma opção de baixo custo, para uso na rede pÚblica”, dizem os estudantes Vinícius Lima e Gabriela Guerra. Eles usaram ratos sedados e os submeteram a perfurações cranianas. Os testes ocorreram entre agosto e novembro de 2012 e serviram como trabalho de conclusão de curso dos dois.

“Fizemos três perfurações. Uma, para o grupo controle, não recebeu nenhuma medicação. As outras foram preenchidas com o material que fabricamos, à  base de casca de ovo, e o outro com o osso bovino liofilizado disponível no mercado”

Ambos os produtos atuam na regeneração óssea, pois o pó da casca de ovo de galinha é rico em carbonato de cálcio, principal constituinte da matriz óssea e principal componente do osso liofilizado.

O preparo inclui autoclavagem por 40 minutos a 60°C para que os micro-organismos eventualmente presentes na casca do ovo, como a salmonela, que provoca gastroenterite, sejam eliminados com a esterilização. Segundo o Dr.Sérgio Martorelli, professor responsável por acompanhar as pesquisas, o próximo passo será testar o material em seres humanos.

Legal né ??? E vocês amigos ??? O que acham disso ??? 😀

Vi isso AQUI

Comentários

comentários

Sobre o autor

Fabricio F. Mendes .'.

17 comentários

  • Uhuhuhuhuuuu! Minha sogra cria galinha na casa vizinha a minha. Galinha dos ovos de ouro, vem cá sua LINDA!!!
    Mas de verdade, achei mega interessante. Baratear custos e fazer chegar a população é louvável. Parabéns aos colegas e sucesso.
    E se precisarem de materia prima… 😛

  • Sinceramente, isso é o que chamamos de Racismo Ambiental. Explico melhor. Para os pobres, pensamos alternativas nutricionais com cascas disso e daquilo, fazendo farofas aditivadas por casca de beterraba (por exemplo). A população de baixa renda não come a fruta propriamente dita, apenas a "alternativa nutricional" – a tal farinha. Temos que pensar o seguinte: se é bom, assim como o osso liofilizado (que eu pessoalmente acho uma porcaria!), que seja para todos. Quero que ponham o ovo liofilizado na boca do Barak Obama. Chega de empurrar "alternativas baratas" para os mais pobres ou para o serviço público. Quando dizem que a saúde é um direito de todos, não está dito que "saúde barata" é um direito de todos. Temos que oferecer o que há de melhor para nosso povo (sendo ele rico ou pobre). O ferecer mais a quem tem menos. Temos que reequilibrar a balança. O ovo liofilizado é o reflexo do racismo ambiental em que vivemos. Ã? a mais pura manifestação de Discriminação social.

    • concordo com vc Luiz Guilherme Loivos mas não acredito que estarei viva para ver todos ofertados igualmente na alimentação ou em qualquer outra coisa. Uma industria poderosa está por trás de td isso envolvendo muito dinheiro e poder.

  • Concordo com o Luiz Loivos.Ã? necessario que tal produto seja igual ou melhor daquilo que o mercado oferece e que possamos usa-lo,não pelo seu preço mas pela resposta billogica e fisiologica que o produto oferece acima dos resultados que ja temos,quem sabe o ovo de avestruz seja melhor. Sugiro que o grupo continue pesquisando e que seus resultados possam ser publicados em revistas cientificas de renome internacional: Brasiliam Research,IJOMFI,CLinical research entre outras.A postura do Luiz reflete o meu pensamento.

  • Se der certo será mais uma opção, porém a diferença é: terá de haver um controle de qualidade muito rigoroso, registros nos órgãos sanitários de saúde, que ao fim deixarão o custo elevado. Criar galinhas no quintal de casa é fácil, mas a saúde do paciente e seu cro estarão em jogo. De qualquer forma parabéns ao Prof Sergio.

  • Quando não dispomos de material para minimizar a perda óssea dos pacientes submetidos a uma Odontologia mutiladora pela elitização da odontologia conservadora, os profissionais que têm olhar social tem obrigação de procurar alternativas. Enquanto isso, procuramos pesquisar metodos viáveisde minimizar o que as diferenças sociais impõem à nossa população, já tão massacrada em filas, sem medicação, sem opção. Muito bonito o pensar de Luiz Loivos, entretanto, se formos esperar que o governo providencie material, merenda escolar, hospitais de qualidade, a população padece, não é? Se assim não fosse, não estariamos pesquisando alternativas. Principalmente eu, que fiz minha residencia em cirurgia na França, um pais onde o sistema de saúde funciona maravilhosamente bem….

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.