Como calcular a hora clínica

Você dentista que está me lendo agora seria capaz de dizer rapidamente quanto custa sua hora clínica ??? Sabe como calcular o valor da sua mão de obra ??? Sabe se está tendo lucro ou prejuízo ???
A maioria esmagadora não sabe. E isso é assustador.
Por isso vamos tentar, de maneira bem resumida e simples – até porque se não for assim a maioria não faz – tentar explicar como você poderá calcular o valor da sua hora clínica, afim de avaliar se essa sua vida de dentista vai te deixar rico ou não.
1º passo: Compre um livro caixa. Nele você vai anotar todas as suas despesas mensais. Mas eu disse TODAS. Não adianta colocar só as mais relevantes. Precisa anotar até os centavos gastos. Eles fazem diferença no final.
2º passo: Liste todas as suas despesas anuais (taxas de alvará, iss, cro, etc …), divida por 12 (o ano tem doze meses) e lance no seu livro caixa como despesas mensais.
3º passo: Decida o quanto você quer ganhar por mês como dentista do seu consultório. Isso mesmo. Defina um salário, aqui denominado pró-labore, pois você tem que se considerar um funcionário do seu negócio. Seja honesto com você mesmo (afinal de contas você é o patrão também) e estipule um valor real, nem aquém e nem além do que você acha que mereça ganhar. Valor definido, jogue isso como despesa no livro caixa.
4º passo: Some todas as despesas mensais que você anotou no seu livro caixa e chegue a um montante. esse é o seu custo operacional. � o valor que você gasta para manter seu consultório aberto. Portanto é em cima dele que vamos trabalhar.
5º passo: Conte quantos dias você trabalha no mês e multiplique pelo número de horas trabalhadas por dia. Se aos sábados você só trabalha meio período, conte cada dois sábados como um dia inteiro. Você agora sabe quantas horas trabalhou no mês e também sabe quanto o seu consultório te custou nesse período.
6º passo: Pegue o seu custo operacional (valor obtido no 4º passo) e divida pelo número de horas trabalhadas por mês (obtidas no 5º passo) e finalmente você chega ao custo da sua hora clínica. Como forma de exemplificar, se imaginarmos que o custo operacional do seu consultório é de R$ 8.000,00 e que você trabalha 160 horas por mês a sua hora clínica custa R$ 50,00.
Com esse número obtido você sabe quanto custa sua hora clínica, e assim, poderá avaliar se está cobrando certo ou não. Se você atende 2 pacientes por hora, divida o valor ao meio. Todo procedimento que você fizer no seu consultório e que, ao final de uma hora, não lhe render em honorários mais que o valor da sua hora clínica representa prejuízo para o dentista. Prejuízo esse, que quase sempre, vai ser pago pelo salário do dentista (o pró-labore).
Meu irmão Ricardo Dentista fez um post bem mais detalhado que esse sobre o assunto. Vale a pena conferir AQUI. 😀
 

Compartilhe com os amigos
  • 18
    Shares

Comentáros

comentários

Fabrício Mendes
Fabrício Mendes
Fundador do Vida de Dentista

6 Comentários

  1. Ricardo FP disse:

    Obrigado Fabrício! E quem precisar de alguma ajuda é só comentar lá no blog que respondo sempre.
    Abs!

  2. […] vale o seu trabalho. Saber o valor da sua hora clínica. Se você não sabe calcular isso, acesse o post onde eu expliquei como fazê-lo no Vida de Dentista. Você precisa entender que com paciente ou sem […]

  3. […] ao custo da hora clínica eu já falei tudo que precisava no post COMO CALCULAR SUA HORA CLÍNICA e portanto não vou me repetir aqui. Clique aí em cima e leia que garanto que vai […]

  4. Muito bom este artigo!!! Quem não sabe quanto custa não sabe quanto cobra…

  5. […] Se pensarmos dentro de um mês a construção da conta é simples: 20 dias úteis por mês vezes 08 horas por dia totalizam 160 horas por mês. Muitos dentistas insistem ainda em planejar seus negócios dentro de um ciclo mensal. É claro que se deve acompanhar o controlar o negócio de forma mensal, mas o que tenho insistido é que o planejamento anual é uma grande oportunidade de ressignificação de sua carreira e da empresa. O que pode parecer simples, ou seja, multiplicar os 20 dias, por 08 horas, por 12 meses e obter o resultado de 1.920 horas anuais não ocorre na prática. Devemos excluir desta conta os dias de férias, em cursos e congressos, os feriados, a falta as consultas e outros motivos que possam impedir o dentista de trabalhar todas as horas possíveis disponibilizadas no ano. Por exemplo, se imaginarmos uma perda de um mês e meio pelos motivos citados teremos então que multiplicar os 20 dias, por 08 horas, por 10,5 meses e obter o resultado de 1.680 horas anuais. Pronto, agora temos um referencial poderoso para a construção inicial de preço uma hora clínica. […]

  6. […] paga do mesmo jeito. Afinal de contas, eu deixei de marcar outro paciente naquele horário e a minha hora clínica tem um valor, que ele, por opção, resolveu pagar sem […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *