Um dia de Wave

Quem me conhece como dentista sabe que pego no pé quanto à higienização, cuidados com o aparelho ortodôntico etc, contudo quando dou bronca faço o tipo amor maternal, brigo com um sorriso no canto dos lábios como quem diz â??é para o seu bemâ?. Ontem tive um dia de Wave.

Wave é a odontodiva Juliana Lemes, esquentada-em todos os sentidos-oficial do meu twitter e ao ser direta, reta e de cara feia ontem com um paciente, me lembrei automaticamente de um post dela sobre franqueza.

Vamos ao wavefact ocorrido:

Há mais de um ano recebi no consultório um garoto de 11 anos com três tratamentos de canal para fazer em seus primeiros molares permanentes (16, 36 e 46), todos ainda com ápice aberto (a pontinha do dente ainda não estava formada por completo). O inferior esquerdo já estava com endo começada, sem curativo, cheio de comida e com dor; os demais só tinham dor.

Comecei pelo pior, nas sessões seguintes abri os demais (todos com polpa morta) e coloquei curativos. Não costumo fazer tratamentos de sessão única nestes casos de polpa morta e ápice aberto. Pois bem, cessada as dores de dente, as consultas passaram a ser menos frequentes.

A mãe que sempre trazia o paciente engravidou, a gravidez correu até que bem, mas em determinado ponto ficou difícil para ela sair de casa e o pai passou a levar o garoto (aproveitando para começar seu tratamento). Detalhe: os dois têm medo de dentista.

Consulta sim, mês não, o bebê nasceu, já está com seis meses, os ápices dos dentes fecharam e até hoje não obturei nenhum canal. Semana passada combinei que o curativo do dente não podia cair de jeito nenhum, senão não dava para fechar o canal do dente. Em vão.

Wave-day: Irriguei, troquei o curativo do filho e sem ele por perto, sentei o pai na cadeira para uma conversa. Expliquei que desta forma não havia como eu ajudar, pois a minha parte é tratar no consultório, medicar, mas que preciso de ajuda em casa com ele e a esposa pegando no pé para que o paciente não mastigasse coisas duras ou chiclete sobre o dente com curativo.

Disse ainda que se dá dó deixar o garoto uma semana sem chicletes ou balas, dá mais dó vê-lo sendo anestesiado há mais de um ano, sem evolução no tratamento, vendo-o chorar por dor e pior: dó maior será a hora em que estes dentes cariarem de novo (porque ficam abertos por grandes períodos sem acompanhamento) e eu ter que tirar um desses elementos, ele que nem tem os segundos molares permanentes ainda.

Expliquei também que por enquanto ele não pode receber um implante dentário em caso de extração de um desses dentes, pois o crescimento do garoto não terminou e é contra indicadoo procedimento (o pai granou os olhos em mim, acredito que no fundo o pensamento poderia ser â??se arrancar põe implanteâ??).

Entendo que ele tem curativo na boca toda, mas pedi atenção especial àquele dente que pretendo fechar o canal semana que vem. Antes que alguém venha me atacar, já que eu to num dia de Ju Lemes, sei que deveria fazer um intensivão â?? atender hoje e amanhã fechar â?? mas minha agenda não permite isso agora. Tentarei fechar um por vez mesmo, para ver se assim consigo terminar este tratamento.

Com aperto no coração tive um dia de Wave ontem e precisava desabafar, contar para vocês e pedir torcida para que tenha valido a pena ser mais durona. Semana que vem quero contar que deu certo, por que se não der, nem sei mais o que fazer… 🙁

Compartilhe com os amigos

Comentáros

comentários

Fabrício Mendes
Fabrício Mendes
Fundador do Vida de Dentista

2 Comentários

  1. Juliana Lemes disse:

    Infelizmente tem paciente que não entende “entrelinhas”.
    Eu prefiro ser franca a ouvir que eu não orientei. Não acho que vc esteja errada, por 2 motivos: vc está zelando pela saúde do seu paciente e ele ocupa horário de paciente que se dedica ao tratamento.
    E o pior: nos casos de endo, é difícil o paciente não comparecer ou adiar por conta da dor.
    Sendo o garoto menor, nada mais justo do que jogar a bola pros pais da criança: ou vai ou EXO!
    apoiada…
    Qq coisa pede pra ele me ligar aiuhaiuhauihaui! Eu não vou fazer a endo, mas ele vai ficar pianinho com vc iauhuahuiahiuaiahiua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *