Ortodontia – O “X” da Questão #16 – Expansão rápida da maxila melhora padrão respiratório

Alteração volumétrica antes e depois da ERM
Alteração volumétrica antes e depois da ERM

Para o grupo experimental, foram selecionados 23 pacientes, sendo 11 (47,8%) meninos e 12 (52,2%) meninas, com média de idade de 9,6 anos (variando de 6,4 a 14,2 anos); e 15 pacientes para o grupo controle, sendo 9 (60%) meninos e 6 (40%) meninas, com média de idade de 10,5 anos (variando de 8,0 a 13,6 anos). Todos os pacientes realizaram exames de tomografia computadorizada (TC), de acordo com protocolo padronizado: TC inicial e TC após três meses do período de contenção.

Os pacientes do grupo experimental foram tratados com expansão rápida da maxila usando um expansor Hyrax para a correção da deficiência transversal. As imagens tomográficas para avaliação volumétrica total e parcial do complexo nasomaxilar foram manipuladas no programa Dolphin®.

A deficiência transversal da maxila associada a problemas respiratórios é uma condição frequentemente observada na Ortodontia e na Otorrinolaringologia. O estudo levanta a discussão acerca desse tipo de má oclusão, que merece uma atenção especial por parte dos ortodontistas, otorrinolaringologistas e alergistas, uma vez que as suas causas e os sintomas são claramente relativos a essas três especialidades.”

Via

Compartilhe essa postagem com seus amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comente

Comentários