Ortodontia – O “X” da Questão #14 – Congresso ORTO SPO 2016

E o Vida de Dentista se fez presente noutro grande evento da Odontologia brasileira, dessa vez através do parceiro e autor Dr. Basílio José Bernal Júnior. De 22 a 24 de setembro de 2016 em São Paulo, aconteceu o 20º Congresso Brasileiro de Ortodontia, um dos mais importantes congressos da América Latina e, porque não, do mundo.

Quero deixar claro desde o início, que o que venho a escrever nas próximas linhas trata-se de opinião pessoal, e que o espaço dos comentários fica aberto para debates saudáveis e análise de opiniões diversas das nossas.

Minha impressão nesses 3 dias de congresso foi que a Ortodontia, como sempre, tenta reinventar o reinventado. Temas de sempre como autoligados e alinhadores são os mais presentes nas palestras e cursos. Todos buscam tratamentos mais rápidos e estéticos.

orto-spo-2016As empresas de alinhadores, dominavam o pavilhão de expositores e todas acreditam na ideia que o ortodontista é só uma peça que pode ser substituída por suas tecnologias, mas esquecem que alinhar dentes corresponde a 5 % do conhecimento básico de Ortodontia, e resumem os tratamentos em escanear , mandar as placas e cobrar um absurdo dos ortodontistas e, consequentemente, dos pacientes. Alias existiam muitos estandes delas no pavilhão de expositores. Outro fato importante é que já existe na Europa, sites que entregam diretamente placas alinhadoras a pacientes na comodidade de sua casa, sem necessidade de passar pelo Ortodontista, já imaginou isso no Brasil?

Nos autoligados, percebi um crescimento acentuado das empresas fabricantes chinesas que estão trazendo materiais compatíveis a empresas já consagradas por preços menores e excelente qualidade, tanto que o número de estandes de empresas americanas diminuiu consideravelmente estando presentes somente (GAC, AO, ORMCO, 3M UNITEK). A grande concorrência nacional está entre Morelli , Orthometric, Eurodonto, Orthomundi e Aditek.

Outra tendencia que muito me marcou foi o planejamento ortodôntico com auxilio das tecnologias de escaneamento digital e exame de imagens. Alguns estandes mostraram a tecnologia para escanear e colar mais precisamente os braquetes tanto convencionais (na face vestibular) quanto os dos aparelhos linguais, fornecendo inclusive as moldeiras já com os braquetes posicionados. Parece que o futuro realmente será a presença desses scanners ao lado de nossas cadeiras obrigatoriamente.

Percebi também a presença de muitos estrangeiros na feira , principalmente da América do Sul e diminuição de participantes brasileiros, talvez pelo momento atual da economia brasileira e alta do dólar, mas não há como negar que temos os principais professores de Ortodontia do mundo e muitos deles marcaram presença no evento.

Concluo que esse sempre será um grande evento que traz tendências e conquistas da Ortodontia no mercado brasileiro. Sempre aprendemos o que fazer e o que não fazer , o quanto a tecnologia pode nos ajudar e o que pode ser aprimorado, mas deixando claro que jamais o ORTODONTISTA será substituído, pois é o único capaz de unir conhecimento e tecnologia para adequar a cada caso o melhor tratamento que visa função, estabilidade e estética.

Compartilhe essa postagem com seus amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comente

Comentários