O que realmente desvaloriza a Odontologia ???

$$$$$$$$

Sempre que eu vejo algum dentista falando que convênios ou a falta de união da classe desvalorizam a profissão, eu penso em diversos outros fatores que são infinitamente mais preocupantes que pagar 15 reais numa extração!

Citarei apenas 16 manias de alguns colegas que, para mim, são responsáveis pela desvalorização da nossa profissão frente aos pacientes.

– Dentista que não usa matriz e cunha para realizar restaurações em faces proximais

– Dentista que não orienta seus pacientes sobre higienização ou presença de hábitos parafuncionais e acha que é perda de tempo 40 minutos numa consulta de avaliação.

– Dentista que não se atualiza fazendo cursos ou comprando livros.

– Dentista que faz tudo o que o paciente quer.

– Dentista que faz serviço mal feito só pra gastar menos com laboratório de prótese.

– Dentista que prefere ganhar um dinheiro e dar ao paciente um tratamento “meia boca” ao invés de encaminha-lo a um especialista.

– Dentista que acha que ajudar ao próximo e atender alguém carente, nem que seja uma vez a cada seis meses, é desperdício de tempo.

– Dentista que não perde a oportunidade de falar mal do serviço de algum colega.

– Dentista que valoriza cursos de marketing e fotografia (apenas exemplos que já vi) de profissionais que não dentistas e não dão o mesmo valor para os mesmos cursos dados por dentistas.

– Dentista que atende paciente de convênio diferente da maneira como atende pacientes particulares.

– Dentista que não esteriliza instrumentais

– Dentista que não vê seus pacientes como um todo, mas apenas a boca.

– Dentista que não dá mais que uma opção de tratamento, mas dá apenas como opção os procedimentos que sabe fazer.

– Dentista que vive mudando o local de trabalho deixando diversos pacientes com tratamentos inacabados.

– Dentista que diz ao paciente que fez um procedimento, mas na verdade não o fez.

– Dentista que não o cobra um valor justo pelo serviço que presta, pensando apenas em cobrir o valor da “concorrência”.

 

Tudo o que escrevi, são coisas que já vi na minha (curta) vida clínica.

E vocês amigos? O que vocês acham que desvaloriza de verdade a nossa profissão? Para mim, quem desvaloriza a odontologia é o próprio dentista.

Compartilhe essa postagem com seus amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comente

Comentários

8 comentários em “O que realmente desvaloriza a Odontologia ???

  • 30 de abril de 2013 em 16:18
    Permalink

    isso é vdd msm, na hr q estabelecermos valores mínimos para procedimentos a gente começa a andar na linha, e o mercado the uma separada boa nos colegas lambões.

    Resposta
  • 30 de abril de 2013 em 17:02
    Permalink

    Muito bem pensado principalmente em relação aos atendimentos entre pacientes convênios e particulares……………se for para destratar nem atende !! Já trabalhei em lugares que se desmarcavam 2 pacientes convênios para poder encaixar particulares…….enfim.

    Resposta
  • 30 de abril de 2013 em 17:07
    Permalink

    Ontém mesmo eu fiz um comentário no perfil do CRO sobre convênios e desunião. Não sei se foi por isso q vc fez esse post. Tem 2 alternativas. Ou vc atende convênio que paga R$ 15, 00 por vários tipos de procedimentos ou vc percebe com o tempo que esse trabalho não te dá retorno nenhum e o deixa. Atendi vários tipos de convênios e deixei todos, pois para eu ter algum lucro, teria que fazer exatamente essas "manias" que vc citou. Muitos profissionais acham que sucesso é agenda cheia, mesmo que no fim mal consigam pagar as contas…

    Resposta
  • 30 de abril de 2013 em 17:26
    Permalink

    O dentista que não cobra consulta…o conhecimento tem que ser valorizado e isso inclui a consulta inicial. Já os convênios eu vejo muitos colegas reclamarem e colocarem a culpa neles, mas é uma realidade que não se pode ignorar nos dias de hoje. Tem que saber trabalhar com convênio, aí sim temos retorno. Fazer um bom curso de marketing ou ter um consultor por perto ajuda a enxergar as coisas de outra forma. O que não pode é tentar achar culpados pelo insucesso. Cada um tem que ver onde está errando, reconhecer o erro e tentar melhorar.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *