Falta paixão na Odontologia

símbolo da odontologia  Vejo muitos colegas reclamando da profissão. Nunca está bom. Reclamam dos pacientes, do convênio que paga pouco, que a odontologia não dá futuro, do patrão explorador, do vizinho que cobra barato e do que cobra caro também. Não que estas coisas não sejam realmente desconcertantes, mas reclamar não irá resolver em nada. Acredito que falta um pouquinho de amor e paixão, ingredientes indispensáveis a qualquer relacionamento. Vejo a odontologia (e qualquer outra profissão) como um casamento que pode, ou não dar certo.

    Olhar nos olhos do paciente, perguntar como foi a semana ou simplesmente se vai chover, fazer os procedimentos com vontade, com interesse. Isso faz muito bem para o paciente e para o profissional. Imagine casar com uma pessoa com a qual você nem conversa. ? lógico que há dias que fica aquele grilinho na cabeça falando do saldo do banco, a prestação do carro, a noite mal dormida, a TPM no caso das meninas… mas reclamar e acabar tratando o paciente com indiferença, como se ele fosse simplesmente o manequim da faculdade não vai resolver em nada a vida de ninguém.

    Comecei meu caso de amor pela odontologia há exatos 10 anos. Tinha dezessete anos e era apenas mais uma adolescente cuspida do ensino médio para o mercado de trabalho, como secretária. Sinceramente tinha nojo até do cheiro da saliva. Mas eu sentia uma atração inexplicável pelo laboratório de prótese. Era inexplicável, parecia aqueles desenhos animados onde o personagem flutua em direção àquilo que deseja… Aprendi a vazar gesso, fazer plano de cera… e a cada dia meu interesse aumentando. Quando dei por mim estava auxiliando e logo depois prestando vestibular para odontologia, na época, mesmo passando, meu pai não me deixou cursar a faculdade, fiquei triste e não desisti. Entrei na graduação aos 21 anos e acredito que foi a decisão mais acertada da minha vida.

    Sim, sou Cirurgiã Dentista (assim, com letras maiúsculas) por opção e paixão. Continuo como generalista pois ainda não tive tempo e oportunidade de fazer uma especialização. Existem muitos que fizeram odontologia  apenas porque tiveram seu sonho de fazer medicina frustrado por algum motivo qualquer ou por livre e espontânea pressão. Amo minha profissão assim como amo meus filhos, a música e um bom papo com os amigos. Essa é minha vida. Enxergo com entusiasmo ainda cada caso que me cai nas mãos, mesmo estando  a 4 anos formada. Ainda leio muito e estudo quando sinto que tenho dificuldade em algum caso. Tento manter aquele entusiasmo todo que tinha logo após o término da graduação, acredito que isso renova a cada dia minha paixão.

    Um novo ano começou. Vamos ter mais entusiamo, nos unir. Nos valorizar antes de qualquer coisa, porque só assim nossa profissão será valorizada. Tente. Você vai perceber que tudo melhora, e quem sabe assim reclame menos.

Compartilhe essa postagem com seus amigos
  • 157
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comente

Comentários

6 comentários em “Falta paixão na Odontologia

  • 8 de janeiro de 2013 em 09:32
    Permalink

    Grande depoimento! exemplo pra muitos que sucumbem na primeira dificuldade!

    Resposta
  • 8 de janeiro de 2013 em 13:05
    Permalink

    Com a mesma paixão e emoção que expressa sua "magoa", sei que usa para exercer sua função. Se todos os profissionais fossem como você, ninguém trabalhava… por que quando fazemos algo que nos dá prazer, é impossível chamar de trabalho. Parabéns Natalia, seu texto me motivou muito, mesmo eu não sendo dentista, mas sendo um profissional que sente o mesmo amor que você pelo que faz.

    Resposta
  • 8 de janeiro de 2013 em 13:05
    Permalink

    ? de profissionais assim que precisamos!

    Resposta
  • 8 de janeiro de 2013 em 17:50
    Permalink

    Excelente matéria, ela tem meu foto para entrar no VDD. Precisamos muito mais de motivação, entusiasmo e amor pelo que fazemos, do que simplesmete o conhecimento técnico científico dado nas universidades. Parabéns Natália Ortega, acredito que é multilplicando pensamentos como os seus que a odontologia vai mudar para a melhor no Brasil.

    Resposta
  • 14 de janeiro de 2013 em 14:57
    Permalink

    Odontologia é isto AMOR, estou formado a 20 anos e cada dia aprendo uma coisa diferente, o que me faz mais feliz e humano.Parabéns Natalia faça seu melhor é de colegas assim que precisamos.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *