25/04/2014

Ter tártaro é bom

[Nunca, como dentista, imaginei que afirmaria isso na vida - tirem as crianças da sala!!]

Ter tártaro é bom! Pelo menos é o que afirma a arqueogeneticista Christina Warinner, que tem pesquisado múmias e esqueletos atrás de tártaro (ou como chamamos: cálculo dental).

A norte-americana ressalta que o tártaro é um ‘tesouro’, já que nele ficam incrustados restos alimentares, alguns tipos de pólens e até de algumas bactérias; com isso ela e sua equipe de pesquisas podem entender os hábitos de antigas civilizações.

“Em nome dos futuros arqueólogos, gostaria de pedir: pensem duas vezes antes de escovar os dentes”, disse em entrevista a pesquisadora que tem sido chamada de dentista dos mortos.

Claro que para não perder o veio da pesquisa com o avanço das técnicas de higiene bucal de hoje em dia, a equipe de Warriner tem coletado material de pessoas vivas, para montar um banco de dados para as futuras gerações, afinal todos sabemos que ter tártaro é bom. Só que ao contrário.

Fonte: Revista Super Interessante

Sobre o Autor 

Dentista, paulista, filha, esposa, amiga, blogueira apaixonada por velocidade, Odontologia, restaurantes, além de forno e fogão. Ou apenas Gigi, nas horas vagas.