Artigos relacionados

18 Comments

    1. 1.1
  1. 2

    Fernanda Ferruzzi Lima

    ?timo texto! Mas ainda é cheio de mimimi odontológico! Não critico o colega, não! Mas acho que deveríamos estender esta crítica aos nossos pacientes. Não é o médico dententor na sua saúde! è o próprio paciente, suas atitudes e uma equipe de saúde que visa lhe proporcionar qualidade de vida. Esta aliás é uma palavra muito na moda hoje em dia e que poucos têm acesso de fato! Enquanto nós, cirurgiões dentistas e os demais profissionais de saúde não soubermos valorizar o nosso trabalho, explicando ao paciente sobre os objetivos do tratamento, os benefícios, os malefícios de não o realizar, será sempre mimimi odontológico. E aos olhos do paciente soa como um certo recalque, inveja por não ser médico! Hoje em dia é necessário se fazer um "marketing" a respeito da importância do tratamento odontológico, mas cadê o CFO, pra colocar na Globo uma campanha sobre prevenção do câncer de boca? Cadê a explicação pra população sobre a correlação entre doença periodontal e doenças sistêmicas? No material de divulagação para pacientes, por que o cirurgião dentista não pára de vender sorrisos e começa a vender saúde, bem- estar, qualidade de vida, boa aparência, segurança ao comer e falar? E o mesmo vale para os nossos colegas fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais.

    Reply
    1. 2.1

      Luana Medeiros

      tah inspirada Fer! Curtiiiii!

      Reply
    2. 2.2

      Fernanda Ferruzzi Lima

      hauhauhauhauu! è que a odontologia está muito rudimentar!hauhauau

      Reply
    3. 2.3

      Luana Medeiros

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk sim! mtoo. hahhahahahha

      Reply
    4. 2.4

      Luana Medeiros

      fui ler o texto q vc se referiu…. e etao me toquei d algo q nunca tinha prestado atençao… até veterinario cobra consulta, mas dentista não! q coisa mais …… rudimentar!

      Reply
    5. 2.5

      Vanessa M. Silva

      Fer tb fui ler e não sabia que veterinário cobrava consulta!!!!

      Reply
  2. 3

    Melken Rossidrago

    ?timo texto e realmente, grande ponto. Parabéns.

    Reply
  3. 4

    Monarko Azevedo

    Excelente e esclarecedor texto do meu grande amigo Guilherme!
    ? o tipo de coisa que nos faz realmente pensar na nossa atuação como cirurgião-dentista
    e profissional de saúde.
    De fato, cabe apenas a nós mesmos, e a graduação devia ter o papel de reafirmar aos futuros dentistas, o esforço para que sejamos mais valorizados pelos nossos pacientes e a sociedade como um todo. Acabar com o medo de dizer ao paciente que aquilo não é uma “macinha” ou uma “borrachinha” qualquer e que estudamos no mínimo 5 anos para podermos realizar aquele procedimento e que merecemos cobrar um preço justo inclusive na consulta inicial.
    Apesar de termos um conselho com muito mais resoluções para orientações profissionais que o CRM, por exemplo, infelizmente os não são bem organizados e empenhados com os problemas da classe. Por isso o maximo de incentivo à saúde bucal que temos na televisão são as propagandas de empresas como a Colgate que tem um poder enorme sobre nossos referidos conselhos.
    A meu ver o texto não é cheio de “mimimi odontológico” mas sim um alerta para que possamos sair desse comodismo. ? importante também não generalizar os acomodados. Os bons profissionais existem e estão sempre preocupados com a saúde do paciente como um todo.
    Parabéns, Guilherme!

    Reply
  4. 5

    Monarko Azevedo

    Excelente e esclarecedor texto do meu grande amigo Guilherme!
    ? o tipo de coisa que nos faz realmente pensar na nossa atuação como cirurgião-dentista
    e profissional de saúde.
    De fato, cabe apenas a nós mesmos, e a graduação devia ter o papel de reafirmar aos futuros dentistas, o esforço para que sejamos mais valorizados pelos nossos pacientes e a sociedade como um todo. Acabar com o medo de dizer ao paciente que aquilo não é uma ??macinha? ou uma ??borrachinha? qualquer e que estudamos no mínimo 5 anos para podermos realizar aquele procedimento e que merecemos cobrar um preço justo inclusive na consulta inicial.
    Apesar de termos um conselho com muito mais resoluções para orientações profissionais que o CRM, por exemplo, infelizmente os não são bem organizados e empenhados com os problemas da classe. Por isso o maximo de incentivo à saúde bucal que temos na televisão são as propagandas de empresas como a Colgate que tem um poder enorme sobre nossos referidos conselhos.
    A meu ver o texto não é cheio de ??mimimi odontológico? mas sim um alerta para que possamos sair desse comodismo. ? importante também não generalizar os acomodados. Os bons profissionais existem e estão sempre preocupados com a saúde do paciente como um todo.
    Parabéns, Guilherme!

    Reply
    1. 5.1

      Guilherme Cruz Ferreira

      Um comentário digno de texto-resposta. Concordo integral e visceralmente com o que você disse.
      Lindo. *-*
      Obrigado pelo apoio.

      Reply
  5. 7

    Fernanda Costa

    Uauuuuu, ele é impressionante não é mesmo? E eu lido com isso todos os dias. Realmente o texto é espetacular e relata toda realidade que ainda existe nos dias de hoje. ? uma pena, mas eu creio que isso um dia pode mudar, então, vamos fazer a diferença pessoal. Isso a?!

    Reply
    1. 7.1

      Guilherme Cruz Ferreira

      Lidar comigo é fácil, #nabowa. ? so aturar a chatice personificada.

      Reply
  6. 8

    Maria Goretti Queiroz

    Guilherme, parabéns pelo texto.
    Acrescentaria que faltam aos profissionais de saúde, de qualquer garduação, olhar o sujeito que está doente pelo prisma do cuidado. O cuidado é sempre integral e integrado e independente de onde se localiza – da dor, da lesão, do trauma – da extensão temos que ser acolhidos e tratados na condição de seres humanos, permeados por nossos medos, anseios, desejos e expectativas enfim: somos sempre inteiros, por mais que nós queiram partidos!

    Reply
  7. 9

    Rodrigo Tocunduva

    Texto bárbaro……

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *