Home » Séries » Especialistas » Os Especialistas – DENTISTERISTA (Dentística Restauradora)

Os Especialistas – DENTISTERISTA (Dentística Restauradora)

antes e depoisOlá, boquistas e boquistos! (se agora temos presidenta, né? Deve se aplicar.) Volto pra falar de mais uma classe odontológica, a dos DENTISTERISTAS, os especialistas em Dentística. Um seleto grupo de artistas na maioria das vezes discriminados pelos próprios colegas e pacientes.

Estudei numa escola com grandes profissionais de dentística, professores renomados e alguns conhecidos até internacionalmente. O que não serviu pra despertar meu amor pelos mamelos, escala de cores e moldagens seguidas de mais moldagens, mas nutriu admiração pelos trabalhos. Não tem como negar a sensibilidade estética do especialista em Dentística em relação a restaurações anteriores, esculturas posteriores, escolha de cor e outros detalhes que fazem a diferença no resultado final, e consequentemente o paciente muito mais satisfeito. Não é que clínicos não realizem bons trabalhos, mas o especialista foi treinado e educado pra atingir a excelência estética.

Eu acredito (posso estar errada) que a grande luta do especialista em Dentística seja ter ser trabalho valorizado e reconhecido pelo paciente, e algumas vezes pelos próprios colegas. Num país onde o paciente acha caro e reclame de pagar “cinquenta real numa massinha”(sic) mas quer os dentes brancos e perfeitos como propaganda de creme dental, dar valor e reconhecer inclusive financeiramente o trabalho de um profissional desse calibre é complicado. O nicho de pacientes provavelmente deve ser restrito a grandes centros ou locais onde haja um grande fluxo de dinheiro. Com isso eu não estou dizendo que o dentisterista cobre caro. Acho justo que um profissional mais qualificado seja melhor remunerado, sejam nas especialidades odontológicas ou em qualquer outra profissão. Mas infelizmente não é um profissional a que todos os pacientes do país hoje tem acesso, além do que quase 90% dos dentistas, sejam especialistas em outras áreas ou não, sempre realizem procedimentos restauradores (o que não é errado, preciso frisar). Conheço clínicos que fazem restaurações estéticas excepcionais, mas como EU tenho dificuldade em escolha de cores, sombreamento e outros detalhes que fazem diferença no resultado, prefiro indicar pro especialista.

A dentística restauradora exige um nível de sensibilidade muito apurado. Percepção de tons, cores, influência da reflexão da luz, formatos, esculturas, transparências… Num mundo onde a estética é tão importante quanto a função, o nível de expectativa dos pacientes aumentou muito. Todo mundo quer ter um sorriso bonito e harmonioso, o que denota cuidado e higiene. Por isso a importância crescente desse profissional, e torço para que, assim como os pacientes se tornaram mais exigentes, que se tornem mais conscientes do trabalho e do valor desse. Aliás, de toda a classe odontológica.

(Nota da escritora: Sinta-se livre pra discordar de cada palavra que eu acabei de escrever. Mas nada te dá o direito de gerar críticas a minha pessoa por pensar diferente de você. É esse tipo de pensamento pequeno que gera tanta violência, e que emburrece muita gente no mundo inteiro. Traga-me ARGUMENTOS, e terei enorme satisfação em discuti-los. Quem sabe eu não mudo de opinião? Quem não tem argumento, ataca o argumentador. Fica a dica.)

 

Autor: Elaine