19/04/2014

Como convencer o paciente que o tratamento é barato

barato

Bem no início do VDD eu fiz um post que perguntava se tratamento odontológico era caro e lá provei por A + B que não. Mas como convencer o paciente que o tratamento é barato ??? É isso que vamos tentar explicar aqui :D

O que pouca gente sabe é que pequenas atitudes e posicionamentos do cirurgião dentista frente ao paciente, principalmente durante o orçamento (ou consulta inicial, caso façam questão) são fundamentais para garantir que o valor a ele passado para a realização do seu tratamento é justo e assim, dar aos nossos patrões a sensação de que cada centavo pago valerá à pena.

Paciente reclamou que o tratamento tá caro ??? Ok !!! Vamos rebater com ARGUMENTOS:

Questione quanto eles gastam com cigarro/bebida por mês. O valor somado é com certeza suficiente para uma boa parte, senão todo, o tratamento do indivíduo. E será um $$$ gasto em promover saúde, não doença. ;)

Pergunte pra elas porque elas pagam felizes 150 dilmas numa escova sei lá das quantas no cabelo, que vai fazê-la se sentir linda e poderosa, mas vai por água abaixo em uma semana, porém acham caro pagar 75 (a metade) numa restauração que durará, por baixo, 5 ANOS.

Mostre para aquele jovem que o valor da mensalidade ortodôntica para a qual ele pede desconto é bem menos do que ele gasta no boteco ou na balada num fim de semana.

Divida o valor do tratamento pelo número de semestres que ele não faz um tratamento completo. Sim, pois se proclamamos aos 4 ventos que o recomendado é visitar o dentista de 6 em 6 meses não sejamos incoerentes. Ele verá que o valor não é alto. Só está acumulado.

Nem vou entrar na questão do grande valor que os pacientes dão às roupas de grife e os celulares modernos, em detrimento à sua saúde bucal. Isso é público e notório. São anos e anos de desvalorização da nossa imagem, onde uma sucessão de atitudes mesquinhas dos próprios dentistas rebaixaram nossa profissão a um status menos importante do que realmente merece. Cabe a nós mostrarmos o real valor do nosso trabalho, da nossa arte. Mas pra isso precisa-se ATITUDE.

Aprenda a cobrar. Não deixe que o paciente te domine na negociação. Você é o profissional ali, não ele. A única coisa que pode te fazer “perder um paciente” é o valor do tratamento, mas sabendo conversar ele vai ficar. Pensem nisso. :D

 

Sobre o Autor 

Fabrício Mendes é atleticano desde que nasceu em 1978, dentista desde 1999, blogueiro odontológico desde 2010 quando do interior de Minas Gerais (Ilicínea, pra ser mais exato) resolveu criar o Vida de Dentista.