A razão pela qual os dentistas choram #6


Nem eu nem a Sra. Neuman, que me enviou a foto sabemos que tipo de lesão é essa, só concordamos que é pra qualquer dentista chorar. 

Alguém que saiba responda aí nos comentários, por favor ???

 

Compartilhe essa postagem com seus amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comente

Comentários


30 comentários em “A razão pela qual os dentistas choram #6

  • 19 de dezembro de 2011 em 09:09
    Permalink

    Sem outras informações é difícil estabelecer uma hipótese diagnóstica, mas se fosse lançar um “palpite” diria se tratar de uma lesão cística do tipo cisto periodontal, devido ao deslocamento radicular de ambos incisivos centrais. Mas a história da doença atual é importante para se chegar à conduta terapéutica.

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 09:09
    Permalink

    ahh Cristoo eu já vi isso!! é meio raro, é um cisto benigno, q quando dá nessa região tem um nome! isso ai é de fazer certos CBMF chorar! ele é de origem não odontogênica!

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 09:12
    Permalink

    não seria um cisto nasopalatino???

    Resposta
    • 19 de dezembro de 2011 em 09:57
      Permalink

      A característica radiográfica do Nasopalatino é área radiotransparente bem circunscrita em formato de pêra ou coração invertido!

      Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 09:22
    Permalink

    Seria uma distorção da imagem radiográfica? Não seria difícil, visto a qualidade dos servicos de radiologia…

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 09:50
    Permalink

    Quisto Nasopalatino, parece-me

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 09:50
    Permalink

    Eu chuto displasia fibrosa pq é caracterizado radiograficamente como aspecto de vidro despolido! Mas seria interessante tirar outra radiografia e tb fazer associação com os achados clínicos e biópsia 🙂

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 09:51
    Permalink

    Isso é a imagem radiográfica de um nariz de palhaço! Hahaha

    Resposta
    • 19 de dezembro de 2011 em 10:25
      Permalink

      Foi exatamente a primeira coisa que eu pensei!!! xD
      Só com a imagem radiográfica é complicado, anamnese e exame clínico são fundamentais!

      Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 10:07
    Permalink

    Eu diria cisto do ducto nasopalatino

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 10:46
    Permalink

    Baralho!!!

    Passado o susto, arrisco um cisto naso palatino… Ou nariz de palhçao como dito anteriormente…

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 10:47
    Permalink

    to meio confuso, pq tá radiopaco o cisto, ai q atrapalha no diagnóstico de cisto nasopalatino… poser que seja um cisto dentigero complexo… um RX Oclusal do local seria ideal para fazer o diagnostico ainda + preciso.

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 10:50
    Permalink

    eu acho que é um defeito de radiografia…
    pois nao da para ver a abertura piriforme. também parece que o osso hióide esta sobreposto na maxila, indicando o erro da radiografia.

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 11:07
    Permalink

    O exame clínico é fundamental!!!
    Eu chutaria TOA ou Tumor odontogenico epitelial calcificante ou tumor odontogenico cistico calcificante…

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 11:18
    Permalink

    Como a maioria das pessoas aí em cima disseram,
    os achados clínicos são bastante importantes nesses casos,
    mas observando essa imagem de cara minha hipótese diagnostico
    seria primeiramente o cisto nasopalatino, uma vez que a lesão
    se encontra entre os incisivos superiores… Temos que lembrar
    que há estruturas que se sobrepoem a imagem e talvez por isso
    dessas radiopacidades.
    Mas em fim, para chegar ao diagnostico, anamnese, exames clínicos
    e raidograficos são essenciais, nesse caso alguns complementares
    auxiliariam, como a punção por exemplo!
    Já fiz minha participação… Agora ao dentista que encotrou essa lesão
    BOA SORTE!! x)

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 12:27
    Permalink

    Erro no processamento radiográfico, tire outra radiografia.
    Se sair novamente assim, tire de outro paciente, para testar.
    Se continuar assim, peça para o paciente ir em outro local radiografar novamente.
    Após isso, se aparecer algo parecido com esta imagem, adicione dados clínicos para poder traçar alguma linha de raciocínio.
    Obrigado.

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 13:04
    Permalink

    Eu vi o caso dessa paciente. Uma colega veio me mostrar uma radiografia periapical da regiao que estava muito “estranha”. Quando vi a panoramica levei um susto!!

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 14:15
    Permalink

    Esse caso é de uma colega buco maxilo aqui da clínica…então posso tirar algumas dúvidas que surgiram aí.
    Não é erro na radiografia porque a paciente apresenta um aumento de volume considerável no terço anterior do palato. Não sei mais detalhes do exame clínico, mas foi pedido uma tomografia e provavelmente será feita uma punção.
    Quando souber algo novo informo.

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 14:17
    Permalink

    Não sei e espero nunca vê-lo pessoalmente 🙁
    Exames complementares, outras tomadas radiográficas e anamnese, como os colegas já disseram, mas acredito tbem na hipótese de uma má formação óssea, que pode estar inclusive no palato.
    Uma tomo responderia bem.

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 15:57
    Permalink

    PARA ESTE DIAGN?STICO – HIST?RICO DA DOEN?A ATUAL( SINAIS E SINTOMAS), IDADE DO PACIENTE, E HIST?RIA M?DICA PREGRESSA ( USO PARA ASSOCIA??O COM MEDICAMENTOS) , ESTADO DE SA?DE DO PACIENTE ( ANALISAR DOEN?AS IMUNOSSUPRESSORAS)

    EXAME DE IMAGEM = TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA.

    PELO SIM OU PELO N?O – TRATAMENTO = SE FOR CISTO = PUN??O COM AGULHA FINA + BI?PSIA INCISIONAL > MARSUPIALIZA??O SEGUIDA DE ENUCLEA??O / CURETAGEM, ( DIMINUI-SE A PRESS?O INTRA – CÍSTICA)

    SE FOR TUMOR = ANALISAR A MALIGNIDADE DA LES?O, O ESTADIAMENTO DA LES?O, SE HÁ PRESEN?A DE METÁSTASE, OU G?NGLIOS INFARTADOS (VOLUME, CRESCIMENTO RÁPIDO, RELA??O COM ESTRUTURAS NOBRES * QUE EXISTE NO CASO * O TEMPO DA LES?O , SE PERSISTE POR MAIS DE 14 DIAS, ESSA APAR?NCIA DE EDEMA), tratamento = REMO??O DA CAUSA IMEDIATA POR INSTRUMENTA??O DIRETA DA LES?O, ATRAV?S DE CIRURGIA ( ENUCLEA??O/CURETAGEM) + ANTIBI?TICO TERAPIA, E SE NECESSÁRIO – RADIO OU QUIMIOTERAPIA.

    ESSA RADIOGRAFIA ESTÁ BOA

    LES?O SUGESTIVA DE: CISTO DO DUCTO NASOPALATINO ( N?O ODONTOG?NICO) > comum entre 40 e 60 anos, tumefação na região anterior do palato, drenagem e dor, radiograficamente, formato de pêra invertida, age nas regiões de incisivos centrais dos maxilares.

    Obs: MERMER et al.8 (1995) considerou o tratamento ortodôntico
    com expansão rápida do palato como possível fator
    traumático no desenvolvimento do cisto do ducto
    nasopalatino.

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 16:33
    Permalink

    sem mais.. as lesões são as partes mais branquinhas entre os dentes e em cima, indica descalcificação = pontos de cárie. =D

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 16:45
    Permalink

    não é nada…pode fazer uma profilaxia e tá tudo bem.

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 19:59
    Permalink

    Acho que o ideal é fazer uma tomografia para a comprovação de que se trata de lesão e não de achado radiográfico. Não podemos nos esquecer que o diagnostico é um processo e não uma loteria. O exame de vitalidade dos dentes envolvidos é importante para saber se há comrpmetimento endodôntico dos dentes ou não. Discordo das hipoteses de tumor pois existe afastamento radicular e normalmente os tumores reabsorvem raízes.

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 20:40
    Permalink

    Ana, nao sei quais sao as possibilidades financeiras, mas se for possível, fazer uma tomo com contraste, para definir o nível de perfusao, dependendo do resultado uma biopsia. E se isso nao for ainda conclusivo uma Ressonancia, tb com contraste. Inicialmente tente descartar a possibilidade de lesao endodontica, se for o caso, faca uma radiografia com cone de guta percha, caso tenha fistula ou acesso. Cistos podem alcancar um tamanho consideravel. Bem é isso, porque sem muitos dados é dificil fechar diagnostico.

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2011 em 23:19
    Permalink

    Displasia fibrosa???

    Pelo seguinte:

    Displasia Fibrosa

    ? Perda de qualidade óssea
    ? ? genético e não tem cura
    ? Substituição de um tecido ósseo normal por um tecido fibro-ósseo
    ? Displasia Fibrosa Monostótica: ocorre nos maxilares
    ? Displasia Fibrosa Poliostótica: ocorre no esqueleto e cavidade bucal
    ? Tipo Jaffe: além das lesões ósseas haverá alteração na pele, contendo manchas no tronco lembrando o mapa da Califórnia.
    ? Síndrome de McCune Albright: acomete crianças durante o crescimento ósseo. Ex: menina de 5 anos começa a ter alteração endócrina como crescimento de mama e pelos pubianos.
    ? Características Clínicas: Aumento volumétrico de consistência óssea
    ? Características Radiográficas: imagem difusa e mista (aspecto de vidro despolido)

    Só desconsidere pq, ae fala que a imagem é difusa, mas a imagem radiográfica é bem delimitada… é pra pensar msm

    Resposta
  • 24 de dezembro de 2011 em 11:11
    Permalink

    Isso está me parecendo um cisto nasoplatino!!

    Resposta
  • 1 de janeiro de 2012 em 22:19
    Permalink

    Esta parecendo mais um fenomeno radiográfico, algum defeito, sei la… Radiografia panoramica ja nao é mto confiável, principalmente nessa regiao de dentes anteriores, onde sobrepoem as vértebras

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2012 em 20:07
    Permalink

    Vi esta paciente hoje e me atualizei com relação ao caso.
    Depois da radiografia, foi feita uma tomografia computadorizada e logo em seguida fez-se uma punção e biópsia, e o resultado do histopatológico deu que realmente é um cisto do ducto nasopalatino.
    Foi realizado Marsupialização com colocação de obturador na região do incisivo central. A paciente será acompanhada.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *