17/04/2014

Dentista morreu no consultório

velórioAconteceu hoje de manhã em Curralinho, no Pará, um fato lamentável e triste para a Odontologia. Mais uma vez se tem notícia de que um dentista morreu no consultório. Segundo testemunhas o motivo do crime teria sido passional, mas até o momento não pudemos confirmar essa informação.

A história, que teve final trágico, aconteceu no consultório da vítima, o Dr. Armando Nascimento de Jesus, logo após uma discussão com um paciente, no caso o assassino, o senhor Jacinto Barriguinha.

Jacinto chegou muito nervoso ao consultório odontológico da vítima acusando aos berros o Dr. Armando de ter aprontado uma “presepada” para ele. Segundo o criminoso, que era impotente estéril, sua esposa, a senhora Paula Tejando teria engravidado após uma série de consultas demoradas onde Dr. Armando tratou de dois canais de sua esposa.

O dentista chegou a contestar o assassino, tentando fazê-lo se acalmar, mas sem êxito. Disse que só teria curetado a furca e tratado de apenas um canal da sua paciente, pois o outro estava muito atrésico (fechado). Mas Jacinto, cego de ciúmes, nem ouviu.

Foram 6 disparos. Jacinto descarregou o revólver porém não acertou um sequer no dentista. A morte, no caso, se deu por infarto agudo do miocárdio, motivado pelo trauma violentíssimo sofrido pelo Dr. Armando ao perceber que a cadeira novinha, que tinha chegado há duas semanas, e da qual ele ainda devia 48 prestações tinha sido totalmente danificada pelos tiros de Jacinto.

O corpo, que está sendo velado na sede da ABO de Curralinho, está exalando um cheiro estranho e os presentes receberam máscaras cirúrgicas e um vidrinho contendo Eugenol. O enterro acontecerá no cemitério municipal e está previsto para as 18 horas de hoje, dia primeiro de abril. :D

 

Sobre o Autor 

Fabrício Mendes é atleticano desde que nasceu em 1978, dentista desde 1999, blogueiro odontológico desde 2010 quando do interior de Minas Gerais (Ilicínea, pra ser mais exato) resolveu criar o Vida de Dentista.