23/04/2014

Quanto custa o curso de Odontologia ? Vale à pena ?

Muitos estudantes, e pais de estudantes, tem uma dúvida recorrente que tentarei elucidar nesse post. Todos querem saber mais ou menos a mesma coisa: Quanto custa o curso de Odontologia ??? Vale a pena fazer ???

Eu e você sabemos que essa resposta variará muito de acordo com a faculdade, a cidade, o aluno e várias outras nuances que precisam ser avaliadas. Talvez inclusive a pessoa mais indicada a postar e falar sobre isso fosse o colega Ricardo, do ótimo blog Odontologia e Finanças. O que posso afirmar é que o Odonto é um curso muito caro. Mesmo que você entre numa universidade federal, o custo do curso e seus materiais e equipamentos é altíssimo. Sem dúvida nenhuma, Odonto é o curso mais caro que você pode fazer.

Mas pera aí … não quero com essas afirmações desencorajar ninguém não. Pelo contrário !!! Eu já disse e repito, se pudesse faria Odonto novamente. Gosto do que faço e devo tudo que tenho à Odontologia. O quero é mostrar que não dá pra pensar em fazer Odontologia sem pensar em gastar, e muito.

O que interessa é que na verdade, você não deve resolver fazer ou deixar de fazer curso nenhum baseado em opiniões alheias, mesmo que seja de uma pessoa inteligente, sincera, elegante, bonita, sagaz, bem humorada e humilde, feito eu !!! =P

No mundo haverá sempre gente disposta a encorajar quem almeja ser dentista, a exemplo de mim. Mas você com certeza vai cruzar com quem faça de tudo para te convencer a não escolher essa vida rodeada de boticões, limas, moldeiras e canetas de alta-rotação.

Para ilustrar bem isso, gostaria de transcrever aqui fielmente o que disse uma vez um colega chamado Ramon, numa comunidade de Odontologia do Orkut. É longo … mas vale à pena ler:

“Se você sempre sonhou, quis, desejou ou se imaginou sendo cirurgião-dentista e sente que essa é a profissão de sua vida, NÃO LEIA ESSE POST, vá em frente, afinal é o seu sonho, ora bolas!

Se você tem pai, mãe, tio, padrinho, etc …  que tem uma MEGACLÍNICA/CONSULTÓRIO com clientela muito boa e ele(a) prometeu pra você mundos e fundos se você seguir a mesma carreira e trabalhar com ele, suas chances são ótimas. Pense um pouquinho se essa é a sua vocação (ou se pelo menos você realmente vai gostar de fazer isso) e, em caso positivo, vá em frente!

Se você tem uma base escolar boa, ou for bastante acima da média, ou for realmente obstinado e passar numa faculdade federal, provavelmente terá um mercado de trabalho BASTANTE saturado, mas ainda assim poderá obter rendimentos superiores a maioria das outras profissões com curso superior disponíveis. Ou seja, o prognóstico é positivo.

Agora, se você estiver sendo PAItrocinado, for fazer uma faculdade particular e não tiver uma excelente inserção no mercado de trabalho (indicações de parentes REALMENTE influentes, ou clínicas ou consultórios aonde REALMENTE tem certeza que vai conseguir trabalhar com perspectiva de futuro, PARE !!!

PARE AGORA E REPENSE A SUA OPÇÃO! SE ESTIVER PENSANDO EM ODONTOLOGIA COMO FORMA DE OBTER GANHOS FINANCEIROS REAIS, VEJA O CÁLCULO ABAIXO ANTES DE TOMAR SUA DECISÃO!

Antes de qualquer coisa, desconfie dos famosos conselhos de “quem é bom se destaca” ou “se você quiser realmente vai se dar bem”. Primeiro, porque praticamente TODOS os seus colegas pensam exatamente a mesma coisa. Até porque as pessoas que cursam odontologia já são diferenciadas. Você não vai competir com a massa, mas com a nata!

Para entender porque NÃO vale a pena, basta fazer o seguinte cálculo:

Um estudante de odontologia gasta em média R$ 2000 por mês em mensalidade. Some-se a isso cerca de R$500 mensais em material (de consumo, instrumental, livros, etc), esta despesa é flutuante e varia bastante dependendo da faculdade, do semestre e até mesmo da porção do semestre, mas em média, situa-se nesta faixa.

Acrescente no mínimo cerca de R$500 por mês com despesas com condução e diversas (se você morar com os pais) ou com aluguel e diversas (se tiver que sair de casa). Sim, eu sei, estou sendo SUPER otimista, normalmente as despesas se você tiver que sair da casa de seus pais serão BEM maiores, no mínimo cerca de R$1000 … mas para efeito de cálculo vamos ser otimistas.

Bom, pelo nosso cálculo atual, temos algo em torno de R$3000 mensais até agora, não é? Mas calma, não pára por aí…

Um estudante de odontologia tem curso médio completo e, via de regra, é um estudante diferenciado e profissionalmente competente, certo? Portanto, não é nenhum exagero imaginar que, se procurar emprego em qualquer área, deverá encontrar, sem grandes dificuldades, trabalhos com remuneração de, ao menos, cerca de R$700 mensais, certo? Ok, estou jogando baixo normalmente, usualmente consegue-se até cerca de R$800-1000, mas vamos continuar pensando baixo…

Mas porque calcular um salário fictício? Porque, se você estiver fazendo faculdade (de odontologia), quase certamente não conseguirá trabalhar ao mesmo tempo, certo? Isso significa que esses R$700 podem perfeitamente ser somados ao dinheiro que você está “perdendo” nestes anos, concorda?

Assim sendo, descobrimos que o estudante de odontologia mediano “gasta” em média R$3700 por mês durante o seu curso!!! Pesadinho, não é?

Agora, vamos imaginar que esse curso tenha a duração normal de 5 anos, ou 60 meses (isso considerando que você vai passar em tudo, sem stress, não é?)

Ora, calcule então R$3700 por 60 meses e você terá… R$222.000,00, correto? Errado! Mas porque errado?

Porque vivemos numa economia dinâmica e, se você tirasse R$3700 por mês a aplicasse num fundo de investimentos razoável, receberia em média 1,4% de juros ao mês (menos nos primeiros anos, mais nos últimos anos, pelo montante do capital).

Ah, mas se for pensar assim, temos que descontar a inflação do período também, correto? Claro, desconte cerca de 0,4% ao mês (exagerando) e obtenha um rendimento “real” de cerca de 1% ao mês. Agora coloque isso num cálculo de juros compostos (eu faço pra você, sem cobrar nada…hehehe) e descubra que, no final desse período, você “desembolsou” R$302.177,78 ao final de 5 anos!

O que ??? Você nunca tinha calculado isso??? Pois acredite, faça você mesmo os cálculos ou, se não gostar de brincar com isso, peça para algum amigo que goste.

Mas o que exatemente isso significa? Não posso receber o suficiente após formado para fazer isso valer a pena?

Pode, claro que pode. Mas provavelmente (para não dizer certamente) não vai. O salário médio de um profissional nos primeiros 5 anos tem sido de menos de R$2000 nos primeiros 5 anos de formado, se (e eu friso o “SE”) você conseguir um emprego. Existem filas e mais filas de profissionais com muitos anos de prática para empregos que pagam menos de R$1500 mensais!!!

Ah, mas eu sempre posso montar meu consultório próprio, não é verdade? Claro! Prepare-se para mais um investimento de, no mínimo, R$35.000 em materiais e equipamentos (isso para montar um consultório bastante simples e relativamente pouco competitivo. Se (e eu friso novamente o SE) você não quebrar no primeiro ano de consultório particular (fato comum a cerca de 80-90% dos seus colegas que tiveram a mesma idéia) seus rendimentos líquidos dificilmente passarão a média de R$2500 mensais nos primeiros 5 anos…

Agora imagine outra possibilidade…

Você pede para o seu papai depositar os R$3000 que iria gastar com você fazendo odonto por mês, soma os R$700 que você ganha em seu modesto emprego e coloca, durante 5 anos R$3700 reais num fundo de investimento como calculamos. Como tínhamos visto, ao final de 5 anos, você teria R$302.177,78 em sua “pequena poupança”, certo?

Com esse montante, calcule uma taxa de 1,5% de juros mensais e, novamente, deixe 0,4% para a inflação comer de você. Isso daria um retorno de cerca de R$3323,95 mensais, além de manter a correção do capital frente a inflação, correto?

Quer dizer que eu poderia estar ganhando isso, sem ter feito faculdade e sentado em casa, apenas investindo melhor o dinheiro? E sem me descapitalizar (ou ao papai) ??? EXATO !!! Mas, calma, a coisa não precisa ser tão “pessimista”, poderia ser melhor ainda!

Imagine que você não é um vadio e continua trabalhando no seu “modesto” emprego ganhando R$700 por mês após estes 5 anos. Já que, se formado, provavelmente teria que se contentar com R$2000 mensais como a maioria dos recém formados durante os primeiros 5 anos, porque não retirar apenas R$1300 dos juros que recebe mensalmente para seu “complemento” salarial durante mais 5 anos? Conseguiria isto, não é? Afinal, se estivesse formado, provavelmente não teria escolha mesmo…hehehe.

Assim, calcule que dos 1,5% mensais sobre o capital ao final dos 5 anos, 0.4% seriam para repor as perdas com a inflação e, cerca de 0.4% para seu “salário”.

Continue calculando 0,6% de juros compostos sobre o principal (aumentando um pouco esta taxa no final do período, porque seu salário também iria subir demais com o aumento do capital – e não precisamos disso, não é…hehehe) por mais 5 anos. Se você chegou a cerca deR$450.000,00, então estamos afinados nos cálculos.

Se você gostou da “brincadeira”, aproveite e se dê um aumento “real” de salário aos 5 anos de “formado” e passe a receber R$2500 (com o seu “modesto” emprego).

Continue calculando cerca de 0,6% de aumento real no capital, mesmo recebendo R$3000 mensais (R$2300 dos juros + R$700 do seu humilde emprego, seja ele qual for, e considerando que em momento algum você conseguiu uma promoção que seja!) e mesmo corrigindo o principal da inflação. Estenda isso por mais 5 anos e descubra que, depois de 10 anos de “formado”, ou melhor, de NÃO FORMADO EM ODONTOLOGIA, você tem cerca de R$700.000,00 no banco!!!

Que tal se aposentar? Após 10 anos de trabalho, você pode largar o seu emprego, ficar em casa assistindo TV e administrando o seu dinheiro que, mesmo corrigindo a inflação, lhe dará cerca de R$8000 mensais sem fazer qualquer curso de atualização, especialização, mestrado ou etc, sem investir em equipamentos ou materiais de última geração, sem responsabilidades profissionais ou processos civis…

AGORA PENSE, NÃO VALE A PENA MEDITAR UM POUCO SOBRE O INVESTIMENTO QUE VOCÊ ESTÁ PRESTES A FAZER???

VIVEMOS NUM PAÍS SEM DINHEIRO EM QUE, INFELIZMENTE, NÃO É TRABALHAR QUE MAIS DÁ RETORNO FINANCEIRO, MAS TER DINHEIRO EM MÃOS PARA INVESTIR NUM SISTEMA ESPECULATÓRIO CRIADO PARA SE GANHAR DINHEIRO APENAS POR SE TER DINHEIRO!

Pense nisso, sente-se com seus pais, encontre o melhor caminho e, se passar por mim daqui a uns anos aposentado e num BMW, me pague um chopp, ok ???”

Sem querer polemizar, agora a decisão é de vocês !!! :D

Sobre o Autor 

Fabrício Mendes é atleticano desde que nasceu em 1978, dentista desde 1999, blogueiro odontológico desde 2010 quando do interior de Minas Gerais (Ilicínea, pra ser mais exato) resolveu criar o Vida de Dentista.