24/04/2014

Como se escreve ??? Ciso ou Siso ???

siso ou ciso

Na verdade a dúvida é mais frequente do que parece. Além dos pacientes, muitos dentistas também não saberiam responder de imediato, sem consultar o “pai dos burros” se um paciente perguntasse na lata como se escreve, se é ciso ou siso.

Você saberia ???

Pois eu digo, o nome certo é SISO. Ele é popularmente conhecido também como “dente do juízo”, por geralmente nascer em época onde o paciente já está no fim da adolescência e começo da vida adulta.

A maioria das pessoas apresenta 4 sisos, sendo 2 superiores e 2 inferiores, um em cada hemi-arcada. Mas não é raro ver paciente com 3, com 2, com 1 só e até mesmo com nenhum siso.

Alguns autores dizem que com a evolução do ser humano e de sua alimentação à base de produtos cozidos, que não exigem muita mastigação, a tendência é que os terceiros molares desapareçam. Assim como aconteceu com os quartos molares, que hoje são raridade, mas eram fundamentais para os homens das cavernas devorarem suas carnes cruas.

Como o 3º molar é o último dente a erupcionar na boca, é também o que mais aterroriza os adultos. Muitos dizem, inclusive alguns dentistas mais velhos, que o siso já nasce cariado, o que obviamente não é verdade.

O fato é que como nem sempre ele nasce bem posicionado, fica sobre parte de sua coroa um capuz gengival, que facilita o acúmulo de restos alimentares que, quando não removidos através da escovação e bochechos, fermentam pela ação digestiva da saliva, causam além da cárie, uma inflamação a que chamamos de pericoronarite. O edema (inchaço) causado pela inflamação pode provocar uma mastigação da área inflamada, aumentado a dor e levando o paciente geralmente a nos procurar nessa fase do problema. Daí, caberá ao dentista decidir se é viável manter o siso na boca ou se é melhor extraí-lo.

Agora, se alguém te perguntar sobre o dente do “cisne”, “ciso” ou “juízo”, você já saberá explicar algumas coisas sobre ele, inclusive como se escreve.

:D

Sobre o Autor 

Fabrício Mendes é atleticano desde que nasceu em 1978, dentista desde 1999, blogueiro odontológico desde 2010 quando do interior de Minas Gerais (Ilicínea, pra ser mais exato) resolveu criar o Vida de Dentista.